domingo, 16 de janeiro de 2011

Plim! Plof! Pfffffffffffff………….

(A Boneca de Kokoschka)

Saltam os elásticos que unem corpo, espírito - o todo.
Não capaz do remendo, não sabendo o disfarce - as interrogações para escolher o desenho da máscara.

Eis-me frágil e desengonçada.
Voltarei quando reunir as pontas.

Abraço-vos.

20 comentários:

  1. E vai reuni-las tenho a certeza!
    Abracinho meu!

    ResponderEliminar
  2. Zogiazinha, querida, mas que se passa? Claro que vair reconstruir tudo!

    Vou enviar um e.mail. Já.

    Um abraço enorme e fraterno, minha amiga.

    ResponderEliminar
  3. A menina importar-se-á de erguer a cabeça, olhar em frente e ser positiva?

    Aceita a minha solidariedade.
    E um beijo.

    ResponderEliminar
  4. Logo que te apetecer voltar a editar um texto, uma ilustração, escolher uma música, porque sim, não deixes de o fazer.

    Até lá, bjs, Magy.

    ResponderEliminar
  5. à toa na vida andamos quase todos, amiga! Temos de ter depressa uma banda a passar dentro de nós!
    Abracinho forte de colar tudo:)))

    ResponderEliminar
  6. Além de noticiário cultural nesta segunda coluna sobre o futebol português. E hoje nessa noite minha estreia como comentarista esportivo.

    veja meu blog:
    http://informativofolhetimcultural.blogspot.com/

    Magno Oliveira
    Folhetim Cultural

    ResponderEliminar
  7. Eu diria...PIM PAM PUM!

    Eu já nem com elásticos lá vou. Um bocadinho de fita-cola aqui, um pouco acolá...olha, como alguém já disse aqui, à toa andamos quase todos um pouco.

    Vai e...volta depressa, mesmo que não encontres as pontas. Ás vezes é melhor mesmo começar pelo nó.

    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  8. Sou boa a montar puzzles...estou pronta a ajudar-te, a cabeça tem que ser em cima dos ombros ok? quando estiver avisa.
    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  9. DE velhas pontas se fazem outras, se preciso for!

    Tudo de bom e um abraço.

    ResponderEliminar
  10. Se for preciso... empresto o meu alicate de pontas, a chave de fendas ou qualquer outra coisa... para que voltes depressa ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  11. Juntando "isto" aqui com "aquilo" aco...lá, deduzo que se passou qualquer coisa.
    Se assim foi, fica uma palavra de solidariedade e força e a esperança de que nos não faltem croquetes com algumas trivialidades a acompanhar.
    Cá continuarei a passar.

    ResponderEliminar
  12. ora...
    e eu espero que essas pontas se reencontrem rápidamente.
    Primeira vez que te visito e logo com um post que anúncia uma paragem. Claro que li uns outros, mas fica melhor (desafio-te) publicares outro, recente, actual, nem que sejam de 1...2...3...ou quantas palavras quiseres, para eu comentar. Combinado?

    ResponderEliminar
  13. Não sei se deste por ela, mas escreveste um poema...
    E excelente...
    Eu, que não rezo, vou torcer por ti e pelas pontas.
    Querida amiga, boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  14. e que voltes quando te apetecer voltar; mesmo que ainda desponteada, cá te esperamos.

    marradinhas amistosas.

    ResponderEliminar
  15. E eu a ver a banda a passar...
    Bom domingo, querida amiga, ou o que resta dele...
    Beijos.

    ResponderEliminar
  16. reunes as pontas, dás uns pontos e...


    ficarás como nova?

    ResponderEliminar
  17. Não demores em reunir essas pontas... aguardo com ansiedade que me contes como o conseguiste... FORÇA!

    Beijinhos e um mimo

    ResponderEliminar
  18. minha nossa...
    porquê, quando a ausência se faz notar?

    faltam, aqui, palavras.

    ResponderEliminar