quinta-feira, 23 de abril de 2009

Ser ou não ser...that is the question!

Sou às vezes um turbilhão (e nem importa de quê)... e aí, só não trago estrelas nas mãos porque sei que o lugar delas é o firmamento.

Sou às vezes anjo...e aí, sinto a maravilha das asinhas que protegem o outro e da luz que irradia na minha auréola.

Sou às vezes mafarrico.... e aí, com a espada da Justiça (daquela Justiça dos injustiçados) parto em Cruzada.

Sou às vezes raíz... e aí, espero um florescer.

Sou às vezes casquinha de ovo...e aí fugo, fugo...porque me quebram

13 comentários:

  1. Olá Senhora...toma um beijo!!!

    ...eu sou assim...haverá mais, assim...e há as que não são assim...

    ResponderEliminar
  2. Alguém falou em mulheres?
    Onde estão? Ahn?

    Isto é do sono.
    Vou p'rá cama...

    ResponderEliminar
  3. Caro Observador

    Pela gentileza masculina, explique-me...qual é a sua dúvida mesmo?

    Isto deve ser porque ainda não estou bem acordada, só pode!!!
    Vou tomar café

    ResponderEliminar
  4. Não tenho dúvida nenhuma.
    Eu bem disse que aquilo era do sono. Era mesmo.
    Bem lidas as coisas, estimada MagyMay, tenho que pedir desculpa pela má interpretação que dei ao texto.

    Qualquer ser humano tem momentos altos e momntos baixos...

    ResponderEliminar
  5. O bem e o mal, a coragem e a desistência, a segurança e a fragilidade - somos nós, inteiros!Humanos!

    ResponderEliminar
  6. A (im)perfeição dos dois lados faz a beleza do ser(-se).

    ResponderEliminar
  7. Tempusinfinitae (isto custa a escrever, pá!!!)

    Vale um abraço...Vales mil abraços...

    ResponderEliminar
  8. Olá, seria bom fazeres um post hoje...é que amanhã é dia de crise!!! (estou com ar de diabinho!!!)rsrsrsr
    bjs

    ResponderEliminar
  9. ...mas és sempre alguém que vale a pena vistar

    Boa seman.

    ResponderEliminar
  10. Nós somos sempre uma coisa ou outro consoante as circunstãncias e os imponderáveis. O que é preciso é que nunca percamos o carácter e a verticalidade.

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  12. the question is: se nem português sabem escrever em condições para quê "desatar" a escrever em inglês?

    ResponderEliminar